Instituto Brasil Solidário
Instituto Brasil Solidário
English Version Site em Português Nossas fotos no Flickr Siga-nos no Twitter Curta nossa página no Facebook
Área Restrita Área Restrita
Como Ajudar
15/08/2022

IBS inicia jornada de Oficinas Práticas presenciais em escolas da Bahia

Equipe IBS de volta à campo, com muitos resultados de transformação e impacto social já na primeira semana de oficinas práticas do Plano Bienal Brasil Solidário!

Abrindo a jornada de formações presenciais nesse segundo semestre, desembarcamos em território baiano com uma programação intensa de oficinas práticas em escolas de Dias d’Ávila e Camaçari. Com mobilização em toda a rede pública de ensino dos dois municípios, o projeto fomentou uma semana com várias propostas dinâmicas e interativas de inclusão no currículo escolar, com atividades de Pintura e Desenho, Artes Cênicas, Patchworck, Música, Fotografia, até uma capacitação em Mediação de Leitura, incluindo a construção de espaços literários e materiais para montagem da biblioteca.

A escola sede das atividades em cada município, receberam a doação de um acervo de mais de 500 livros, incluindo a entrega de um kit para os projetos de leitura com fantoches, aventais, sacolas e tapetes literários, além de 3 máquinas fotográficas para a continuidade das ações de Educomunicação trabalhadas durante as oficinas.

Trabalhando com materiais recicláveis e de reaproveitamento, o projeto conseguiu transformar todo o ambiente e as áreas comuns das escolas atendidas, com produções autorais dos alunos seja na pintura, na exposição fotográfica feita em sala ou mesmo os instrumentos construídos com pedacinhos de vidro, canos de PVC e até carteiras que seriam descartadas e se tornaram essenciais para as atividades musicais na escola.

 

Muita Arte e Sustentabilidade sendo trabalhada com as crianças de Dias d’Ávila

Corredores movimentados com pincéis à mão, caixotes sendo instalados para os espaços de leitura e um som de gargalhadas e interação dos pequenos em cada oficina, que ecoavam a sede de aprendizado e envolvimento dos alunos em todas propostas de Arte e Cultura fomentadas pelas formações do IBS.

Foi na Escola Maria Santiago Bacelar de Santana, que a equipe IBS fez a primeira parada de sua jornada das oficinas práticas na Bahia, com atividades sendo fomentadas entre os dias 01 e 03 de agosto, envolvendo todas as turmas dos anos iniciais e alcance para os 427 alunos da escola nas ações do projeto.

Para Sueli Oliveira, mãe da aluna Safira Oliveira, de 07 anos, que estudou na mesma escola, o projeto trouxe uma oportunidade única não só para os estudantes, mas para toda a proposta pedagógica permanente das atividades em sala de aula, formando gerações protagonistas na construção do conhecimento. “Eu fui aluna dessa mesma escola, e foi incrível chegar aqui e ver minha filha envolvida na oficina de Teatro, entrei na porta e dei de cara com os alunos participando da fotografia, da música, livros novos nos corredores, gostaria muito de ter passado por uma oportunidade assim na minha época escolar, um projeto riquíssimo, com certeza são dias inesquecíveis para esses alunos, uma experiência que eles vão levar para a vida”, destacou.

Com tinta e pincel na mão, a estudante Danielle Vitória, de 11 anos, se engajou em todas as atividades de pintura e desenho e já planeja aproveitar a proposta de música com os instrumentos construídos na formação. “Eu aprendi a arte de um jeito mais natural e aprendi que arte é deixar as pessoas mais felizes, é colocar alegria no coração dos outros e pra mim isso é muito bom. Foi uma grande oportunidade para mim e meus colegas podermos vivenciar muita cultura, música e arte nesses dias aqui na escola, achei fantástico”, ressaltou.

O município que já havia recebido algumas oficinas no final do ano passado e tem feito um trabalho de multiplicação pelas atividades das Oficinas EaD, integrou os educadores que participaram das formações online, que se mostraram ainda mais motivados em expandir as ações no currículo escolar.

“Participei da Oficina de Desenho e Pintura no EaD e foi um momento único e muito significativo, pois estávamos reclusos na pandemia e meu único contato com a parte artística se deu através dessas oficinas, hoje, estou muito feliz e emocionada em ver o IBS na minha escola, somos uma comunidade extremamente carente e poder proporcionar essa vivência aos alunos é um momento muito especial, eles passam a compreender o quanto através da arte eles podem ser pessoas mais sensíveis e críticas e fazer uma leitura diferente do mundo e da vida”, destacou Niely Freitas, Professora de Artes.

 

Ação com apoio Bayer

Contando com a parceria da multinacional Bayer para a realização das ações em Dias d’Ávila, as formações receberam a participação de voluntários da empresa, que durante toda a semana de atividades, se envolveram nas oficinas de forma ativa e acompanharam o evento de encerramento realizado de forma aberta para a comunidade.

Segundo Salambô Gomes, Assistente executiva e Coordenadora do Grupo de Voluntariado Bayer, o trabalho do IBS representa uma proposta diferenciada e com caminhos inovadores para as práticas educacionais. “A proposta do Instituto me encantou profundamente, eu nunca tinha participado de atividades com algo tão bem estruturado. O trabalho do IBS é diferenciado, principalmente na questão da conscientização, da educação e da fomentação da base educacional que as nossas crianças e adolescentes tanto precisam. O trabalho é fantástico e muito bem feito”, destacou.

“Muito interessante esse incentivo que as oficinas proporcionam as crianças, estimulando o desenvolvimento em diversas áreas e com uma grande chance de criar profissionais ligados a essas áreas no futuro”, disse Alberth Santos, um dos voluntários Bayer que atua no setor administrativo da empresa, sua colega de departamento Luana Dias também participou das oficinas e disse ter sentido todo o carinho da equipe envolvida e o impacto dessas ações no comportamento e desenvolvimento dos alunos. “Fiquei encantada com o trabalho do IBS. Todos são muito dedicados no que fazem. Muita organização e muito amor envolvido nessa ação. Certamente o Instituto veio aqui nessa escola para somar no futuro deles levando muito aprendizado em diversas áreas”, enfatizou Luana.

 

Mais de 400 alunos esbanjando talento e criatividade nas ações em Camaçari

Da entrada ao pátio da escola, indo pelos corredores, espaços verdes e até o novo escovódromo instalado com espelhos em moldura de pneus, era possível acompanhar o movimento de transformação do espaço da escola, com participação ativa dos alunos!

As formações realizadas nos dias 05, 06 e 08 de agosto, na Escola Laurita de Souza Ribeiro, foi mobilizada atendendo os 450 alunos dos anos finais, que foram protagonistas em todo o processo de construção do conhecimento e aprendizado das atividades práticas. Logo no primeiro dia, as paredes brancas, os paletes e bancos das áreas comuns da escola, ganharam cores e um novo significado de acolhimento a toda a arte e criatividade instalada nas ações promovidas durante as oficinas.

Segundo Neurilene Martins, Secretária de Educação de Camaçari, “a escola é onde se constroem os sonhos e as oficinas do IBS convocam os alunos a construírem e compartilharem conhecimento”. Ela ressaltou que o trabalho promovido nas formações agrega a proposta pedagógica do currículo escolar com novas ideias e inspirações para atividades dinâmicas e interativas com toda a comunidade escolar. “Essas intervenções nos inspiram a voltar aos nossos currículos cotidianos. Essa metodologia que o IBS trouxe é muito importante para fazer um diálogo diferente entre os alunos e educadores, ajudando a construir um futuro melhor para todos. O projeto nos ajuda a refletir e melhorar os nossos ensinamentos, colaborando assim para uma cidadania cada vez melhor dos nossos jovens”, enfatizou.

A proposta abraçou um elo de colaboração e um intercâmbio de aprendizado envolvendo alunos, educadores, comunidade e os demais funcionários da escola, que encontraram nas oficinas várias oportunidades de ampliar projetos não só em sala de aula, mas em seu crescimento pessoal e profissional.

“Aqui na oficina eu aprendi muita coisa que não sabia sobre costura. Gostei muito de entender as técnicas para fazer essas capas de almofada, achei muito fácil, mas eu não tinha essa experiência. Eu trabalho com costura e vou levar esse conhecimento para o meu trabalho e para a minha vida também”, ressaltou. Marli Tavares, cozinheira da escola que escolheu participar da oficina de Patchwork.

E se tratando de criatividade e habilidade com essa arte que envolve o reaproveitamento de retalhos, engana-se quem imagina que não tivemos os meninos esbanjando talento no trabalho manual. O aluno de 12 anos, William Clemente, que seguia organizando as sacolas literárias enquanto conversava sobre a atividade, descobriu uma habilidade e aptidão para a costura que pretende aproveitar para além da sala de aula. “Eu consegui aprender a costurar e decorar sacolas que eu nem imaginava que um dia pudesse aprender isso. Foram dias muito legais e divertidos. Tinha tanta coisa legal pra fazer que eu não sabia nem para onde ir no primeiro dia, mas adorei ficar aqui nessa oficina, agora sei até fazer fantoche”, destacou Willian.

Para a estudante Alexsandra Araújo, de 14 anos, o projeto trouxe um novo olhar e um sentimento de pertencimento da escola, que acolhe e motiva os alunos a permanecerem no ambiente escolar.Estão sendo dias muito diferentes e divertidos, estávamos há 2 anos somente com atividades à distância e voltar vivenciando todo esse aprendizado que o instituto trouxe está sendo muito legal, é muito lindo ver nossa escola sendo pintada e colorida pelos próprios alunos, anima até a gente a estudar mais e se sentir motivado a vir pra escola”, ressaltou.

 

Ação com apoio COPENOR

A proposta das formações de Arte e Cultura em Camaçari, contou com o apoio e parceria da COPENOR – Companhia Petroquímica do Nordeste, que esteve visitando e acompanhando as atividades realizadas na escola.

Segundo Luiz Fernando, que atua como Gerente de Fábrica da COPENOR, o projeto proporcionou não só uma transformação no ambiente da escola, mas em toda a proposta pedagógica de forma efetiva e que pode ser replicada para toda a rede de ensino. “Estou extremamente feliz em participar dessa transformação na escola. A renovação que aconteceu nesses 3 dias movimentou a escola e promoveu a união dos alunos e dos docentes e esse espírito causou um comprometimento para que essa renovação agora se consagre para toda a escola. Foram dias intensos de trabalho e nós como parceiros do IBS esperamos que venham muitas outras ações por aí”, destacou.

 

 

Mais informações:

Gabriela Martins – Assessora de Comunicação do Instituto Brasil Solidário

Telefone: (85) 9 99227266

  • Nossas fotos no Flickr Siga-nos no Twitter Curta nossa página no Facebook
Instituto Brasil Solidário - IBS
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.
" });