Instituto Brasil Solidário
Instituto Brasil Solidário
English Version Site em Português Nossas fotos no Flickr Siga-nos no Twitter Curta nossa página no Facebook
Área Restrita Área Restrita
Como Ajudar
20/10/2021

Ação Ambiental em Lagoa Nova (RN) mobiliza visita ao Galpão de Triagem e Formação prática com educadores da rede pública de ensino

Voltamos para as atividades presenciais com todos os cuidados desse período do distanciamento social, mas já mobilizando ações práticas nas escolas! 

Abrindo nosso calendário de oficinas práticas em campo, o município de Lagoa Nova (RN) recebeu a equipe do Projeto Ventos que Transformam, contando com representantes da Echoenergia e os formadores do Instituto Brasil Solidário, para uma semana intensa de atividades práticas de Educação Ambiental, realizada entre os dias 05 e 07 de outubro. 

A programação envolveu desde visitas ao Galpão de Triagem, doado pelo projeto, até uma capacitação gratuita com os educadores da rede pública de ensino, apresentando um passo a passo das ações do Kit Práticas de Educação Ambiental, entregue para as escolas da região, incluindo arborização, prática de horta escolar, jardinagem com material reciclável, oficina de papel reciclado, instalação do filtro de águas, composteira escolar e a montagem dos canteiros e espaços verdes da escola. 

Segundo Luciano Santos, Prefeito de Lagoa Nova (RN), o projeto tem proporcionado grandes resultados de impacto social e ambiental no município e, com a oportunidade da oficina prática na escola, a prefeitura já prevê um edital para motivar maior engajamento e multiplicação do aprendizado visto na formação em toda a rede de ensino local. 

“Tem sido excepcional as ações do projeto aqui no município, desde o primeiro passo com a chegada do Galpão de Triagem, que conseguimos mobilizar a conscientização de uma mão de obra considerada mais relutante, o diálogo com as pessoas que trabalhavam e residiam nos lixões, e trouxemos os catadores para uma capacitação, e agora vemos todos esses resultados na comunidade, na escola, refletindo também na dedicação dos educadores, hoje pude presenciar isso durante as formações, por isso, anunciei pra eles um edital que vai envolver a interação das escolas, para fazermos uma devolutiva ainda mais efetiva e com mais engajamento e impacto das ações ambientais em todo o município”, destacou. 

A Oficina Prática de Educação Ambiental, foi promovida na Escola Municipal João XXIII, com participação de 30 educadores, entre técnicos da Secretaria de Educação, gestores escolares, coordenadores pedagógicos e professores de várias escolas locais, com a proposta de formar multiplicadores das atividades tanto no ambiente escolar, como através de iniciativas de articulação com a comunidade e os gestores públicos do município. 

Para Milena Pinto, Vice-diretora da Escola João XXIII, o projeto sempre representou um marco de grandes ideias e transformações nos grupos ambientais, ela que participa do Conselho Municipal de Meio Ambiente do Município, criado a partir das formações promovidas em 2019, tem acompanhado de perto o entusiasmo e a recepção calorosa dos educadores nas propostas mobilizadas junto as escolas. 

“Essas atividades com o IBS chegam enriquecendo nossas propostas pedagógicas, a cada atividade fica claro como a escola tem um papel importante, e como precisamos continuar fortalecendo os comitês que criamos de educação ambiental com os gestores escolares, estou acompanhando a oficina, e esse espaço verde, a arborização está de encher os olhos e o coração, estamos aqui com representantes de escolas estaduais, municipais e privadas, todos se envolvendo da melhor forma, para multiplicarem esses saberes dentro da sua escola e replicar esses cantinhos acolhedores de contato com a natureza e cuidado com o meio ambiente”, destacou. 

  

Educadores criam o Plano de Ação Comunitária – PAC das ações ambientais e interagem com a turma da Formação EAD 

Uma aula interativa com transmissão ao vivo para as atividades em campo que estavam sendo realizadas em Lagoa Nova (RN)! 

A turma da Formação EaD de Educação Ambiental, teve uma oportunidade inédita nas atividades do projeto, em poder acompanhar ao vivo as atividades práticas sendo realizadas em Lagoa Nova, com diálogo direto não só com os formadores, mas com os professores que estavam com a mão na massa produzindo papel reciclado, plantando as mudinhas na horta escolar e organizando os vários cantinhos e espaços verdes com materiais de fácil acesso na escola e comunidade. 

Utilizando paletes, pneus, madeiras revitalizadas, a Escola João XXIII teve as áreas comuns da escola e o jardim todo transformado com os canteiros e a arborização feita durante as oficinas, com a proposta de ser uma referência e um modelo a ser replicado em toda a rede municipal.  

“Só tenho gratidão por poder participar desse movimento, dessa ação tão grandiosa aqui em Lagoa Nova, pois falar de meio ambiente, nos enche de alegria, deixa o nosso coração resplandecer. Eu faço parte do Centro Municipal de Educação Infantil, e estou desde o início do curso EAD de Educação Ambiental, é um privilégio termos essa parceria, o trabalho que o IBS desenvolve é de suma importância para que nós tenhamos um futuro melhor, com mais sustentabilidade, mais eficiência, e queremos começar logo mobilizando o LEVE em todas as escolas da educação infantil”, destacou a educadora Vitória Régia Araújo, Gestora do Centro Municipal de Educação Infantil de Lagoa Nova. 

Ao final da formação, os professores se reuniram para elaborar o Plano de Ação Comunitária – PAC das ações ambientais no município, que foi apresentado no evento de encerramento, contando com a presença de gestores escolares e representantes das secretarias municipais, que são parceiras das ações do projeto. 

Segundo Josiane Gomes, Secretária de Turismo, Cultura, Desporto e Desenvolvimento Econômico, de Lagoa Nova, todas as ações promovidas pelo projeto se complementaram, unindo teoria e prática para os educadores e apontando soluções viáveis e com grandes resultados para aproveitar toda a estrutura que o município vem mobilizando em prol da educação ambiental. 

“Uma coisa é termos a estrutura e outra é fazermos acontecer aproveitando toda essa estrutura montada para as ações ambientais aqui no município, e o projeto tem mostrado esse caminho. Essa entrega realizada no final com o Plano de Ação Comunitária – PAC, foi um passo muito importante, pois traz todas as percepções de quem está na ponta, que convive na comunidade escolar, e com certeza, essas ideias vão servir de base para as nossas ações”, ressaltou. 

 

Gabriela Martins – Assessora de Comunicação

Telefone: (85) 9 99227266

  • Nossas fotos no Flickr Siga-nos no Twitter Curta nossa página no Facebook
Instituto Brasil Solidário - IBS
Todos os direitos reservados. Favus Design For Business.