«

»

Dica Pedagógica: Carnaval Literário Cultural 2019 – Sequência Didática/IBS

CONHECENDO A HISTÓRIA DO CARNAVAL
Público alvo: Alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio
1. INTRODUÇÃO:
Considerando-se o carnaval como fenômeno contribuinte para a formação da cultura brasileira e levando em conta sua importância como símbolo de identidade nacional, essa sequência didática busca desenvolver metodologias de trabalho que visam uma análise interdisciplinar do carnaval, promovendo novas possibilidades de conhecimentos a educadores e educandos de forma inovadora e educativa.
O carnaval é a festa popular que melhor caracteriza a alma brasileira, daí o genial Jorge Amado ter denominado um dos seus romances mais famosos “País do Carnaval!” Onde tão bem delineia a influência dessa festa na formação sociocultural e histórica do nosso povo. Esses quatro dias de festa que acontece de norte a sul do país têm mobilizado cidades inteiras e contagiado milhões de pessoas das mais diversas classes sociais. Durante esse período, as mais diversas manifestações culturais, seculares e folclóricas surgem numa simbiose perfeita, em que ritmos, ritos, credos, ideologias, raças e cores se misturam tão harmoniosamente que forma uma unidade de diversidade tão rica e magnífica que só mesmo um debruçar, um olhar e uma reflexão acerca dessa tão rica e invejável pluralidade cultural encadeados pelos sujeitos do conhecimento que fazem a escola, poderiam explicar o fenômeno, porque toca diretamente por ser profundamente significativo para as suas histórias de vida e de todo conhecimento prévio que cada um desses sujeitos adquiriu cognitiva, afetiva e socialmente ao longo de sua vida.
Carnaval-cultural-022. JUSTIFICATIVA:
Trabalhar com o tema carnaval proporciona aos alunos maior interação com a cultura brasileira, sua história, diversão e músicas carnavalescas. Com essa sequência didática “Conhecendo a história do Carnaval” é possível trabalhar de forma interdisciplinar, no qual os alunos irão interagir num contexto de conceitos, gosto e costumes sobre essa festa popular.
Também oferece condições ao aluno de conhecer melhor nossos costumes e tradições, a partir da história do carnaval. Ao mesmo tempo que motiva e envolve alunos e professores e incentiva a comunidade escolar a participar ativamente dos projetos da escola.
A sequência didática tem como foco trabalhar a interdisciplinaridade do carnaval numa perspectiva de reconstrução do conhecimento, aliado aos recursos tecnológicos, como ferramenta fundamental para a socialização do conhecimento, disseminando informações e culturas e, sobretudo não apenas transmitir, mas reconstruir o conhecimento através da interdisciplinaridade.
Trabalhar o carnaval de forma interdisciplinar envolve a contextualização do conhecimento, evocando fatos da via pessoal, social e cultural, principalmente o trabalho e a cidadania.
Esta sequência didática tem o intuito de ir além da simples justaposição de disciplinas, contando com a participação de educadores e educandos para que ambos possam interagir em busca de objetivos comuns.
Carnaval-cultural-013. OBJETIVOS GERAIS
• Promover a integração entre a comunidade escolar e local, oferecendo condições de conhecer melhores nossos costumes, conscientizando-os sobre vários aspectos do carnaval, promovendo uma festa carnavalesca que envolva toda a escola.
• Desenvolver o tema carnaval de forma interdisciplinar e inovadora, aliado aos recursos tecnológicos, envolvendo educadores e educandos, proporcionando uma nova visão do carnaval sob prismas distintos.
•  Proporcionar aos educandos de constituírem relações entre os novos conteúdos e os conhecimentos que já possuem, conseguindo aprendizagens que possibilitem a interferência em uma nova realidade, desencadeando novas ações.
•  Conhecer, observar e acompanhar a evolução de gêneros carnavalescos como: música, blocos, fantasias e histórias.

4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
● Reconhecer o carnaval brasileiro como a maior festa do mundo;
● Valorizar o carnaval como forma de divertimento fazendo com que o aluno perceba a diferença entre entretenimento e confusão;
●Desenvolver o gosto e o hábito pela leitura;
● Identificar músicas de Carnaval.

5. CONTEÚDOS:
•    O carnaval
•   Linguagem oral e escrita
•   O fazer artístico
•   Apreciação musical
•   Expressividade
•   Equilíbrio e coordenação
•   Estatística
•   DST’s
•   Efeito de bebidas e drogas

6. DESENVOLVIMENTO:
•   Conversa informal sobre o tema carnaval;
•   Pesquisar na Internet a Origem do carnaval;
•  Leitura e interpretação das músicas carnavalescas;
•  Confecção de murais carnavalescos;
•  Criação de blocos carnavalescos, de acordo com as marchinhas.

Carnaval-cultural-057. ESTRATÉGIAS:
• Trabalho em sala com músicas, poemas, parlendas, painéis e etc;
•  Pesquisas na biblioteca e na internet;
•   Dança;
•   Desenho;
•   Pintura;
•   Jogos diversos;
•   Recorte e colagem;
•  Vídeos e CD’s;
•   Oficinas de máscaras e fantasias;
•   Murais informativos.

8. CULMINÂNCIA:
•  Exposição dos trabalhos realizados na sala;
• Desfile de máscaras;
• Desfile de fantasias;
• Apresentação de danças: samba, Olodum, carimbó e frevo
•  Baile e desfile carnavalesco para professores, alunos e comunidade.

Carnaval-cultural-03
9. SUGESTÕES DE ATIVIDADES RELACIONADAS AO TEMA CARNAVAL
ENSINO FUNDAMENTAL:
LÍNGUA PORTUGUESA, HISTÓRIA e ARTE:
• Explore com os alunos os enredos de algumas escolas de samba. Geralmente, eles contam uma história. Ajude os alunos a estabelecer relações com o que é dito na música e a realidade. Se possível, assista aos vídeos dos desfiles das escolas de samba e depois, promova um debate com os alunos avaliando se a escola realmente conseguiu contar a história proposta, se foi fiel aos fatos, etc.
• Trabalhe a letra do samba Vai Passar, de Chico Buarque e Francis Hime. Essa música traz ricas informações históricas, sugeridas sob a forma de metáforas. (“Num tempo / Página infeliz da nossa história / Passagem desbotada na memória / Das nossas novas gerações / Dormia a nossa pátria mãe tão distraída / Sem perceber que era subtraída / Em tenebrosas transações(…)”. Apresente a música aos alunos e peça que eles escrevam ao lado das estrofes a que fato ou período Chico se refere. (Que tempo foi uma página infeliz da nossa história? Quais seriam as tenebrosas transações?) Essa atividade será riquíssima para relembrar o que foi estudado em História nos anos anteriores, além de ser uma oportunidade de se travar contato com uma música de qualidade, bem escrita e com conteúdo.
•  Analise os estereótipos mais comuns veiculados intensamente no carnaval. Pesquisando a história da comemoração (veja links na Pesquisa Escolar, percebemos que a imagem feminina vem sendo bastante estereotipada, desde os primeiros anos de folia. Promova essa pesquisa e debata com os alunos como a mulher é encarada atualmente. Outra boa discussão é: “De que forma a mulher pode contribuir no combate à formação de estereótipos e à degradação de sua imagem – não apenas no carnaval?”. (Temas Transversais, Pesquisa na Internet )
MATEMÁTICA:
• Estatística, porcentagem de índice de violência, bebida alcoólica e uso de droga.CIÊNCIAS:
• DST’s – Efeito causado pelo alto consumo de bebidas e drogas.
ARTE, GEOGRAFIA E EDUCAÇÃO FÍSICA
•  Como é festejado o carnaval em Recife, Olinda, Manaus? Que outros Carnavais existem no mundo? Divida a classe em grupos e encarregue cada um de pesquisar um carnaval específico: Veneza, Recife, Olinda, Rio de Janeiro, etc. (veja links na Pesquisa Escolar). Os grupos podem apresentar sua pesquisa para os colegas utilizando músicas, danças, adereços e fantasias de acordo com o carnaval do local pesquisado. Uso de mapas para a localização de estados e países (internet – google maps).
HISTÓRIA:
• Incentive os alunos a pesquisar a história do carnaval e estabelecer um paralelo entre as antigas brincadeiras de rua e a comemoração atual.
ENSINO RELIGIOSO:
•  O carnaval, desde sua origem, está relacionado a permissividade. Peça que os alunos pesquisem o evento desde a antiguidade, até a modernidade. Aliás, esse aspecto é bastante curioso, pois a festa sempre foi malvista pela sociedade tradicional e por organizações religiosas. Alguns jovens e adultos, empolgados com esse significado do evento, creditam que é hora de libertar as fantasias, se despojar da censura e se entregar ao sexo sem compromisso e sem consequências. O resultado para quem não pratica sexo seguro: doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada.

ENSINO MÉDIO
HISTÓRIA, LÍNGUA PORTUGUESA E ARTE:
• Divida a classe em grupos e encarregue cada um de pesquisar o carnaval desde o seu início, relacionando acontecimentos históricos à comemoração. No Conteúdo Multimídia na Pesquisa Escolar, você encontrará algumas características dos festejos desde a época da escravidão, quando o carnaval era chamado de entrudo, e nas décadas de 20, 30, 40 e 50. A apresentação dos alunos para os colegas pode ser caracterizada de acordo com a época. Carnavais em outras partes do mundo também podem ser objeto de estudo.
BIOLOGIA, QUÍMICA E MATEMÁTICA:
• Durante o carnaval, há um aumento significativo no consumo de bebidas alcoólicas, o que resulta no aumento de acidentes nas ruas e estradas, além de inúmeros homicídios.
Debata com seus alunos o que poderia ser feito para diminuir essas tristes estatísticas.
O professor de Química poderia fazer experiências mostrando os efeitos do álcool no sistema nervoso e no estômago de um adolescente.
BIOLOGIA, TEMAS TRANSVERSAIS, HISTÓRIA E LÍNGUA PORTUGUESA:
• O carnaval, desde sua origem, está relacionado a permissividade. Peça que os alunos pesquisem o evento desde a Antiguidade, com as descrições das bacantes (ou bacanais), até a modernidade. Aliás, esse aspecto é bastante curioso, pois a festa sempre foi malvista pela sociedade tradicional e por organizações religiosas. Alguns jovens e adultos, empolgados com esse significado do evento, acreditam que é hora de liberar as fantasias, se despojar da censura e se entregar ao sexo sem compromisso e sem conseqüências (ledo engano!). O resultado para quem não pratica sexo seguro: doenças sexualmente transmissíveis e gravidez, para não citar outras sequelas.
Se os seus alunos já receberam orientação sexual e conhecem métodos contraceptivos, têm noção dos riscos de relações sem uso de preservativos e sabem o que são DSTs, encarregue-os de elaborar uma campanha para orientar os foliões sobre os riscos do sexo sem responsabilidade. Se possível, com cartazes e folhetos explicativos.
Caso seus alunos ainda não tenham recebido orientação sexual, este é um momento propício para fazê-lo (antes que eles sejam vítimas da falta de informação).
Veja no Conteúdo Multimídia algumas campanhas educativas de prevenção à Aids no Carnaval.
SOCIOLOGIA:
• Reflita com seus alunos quais são os aspectos sociológicos envolvidos no carnaval brasileiro, eles poderão fazer uma pesquisa a fim de participarem de um debate em sala de aula sobre quais são os benefícios que esta festa popular traz a sociedade e quais são desvantagens que ela proporciona. Poderá ser inserido também, como a mídia expõe o carnaval, será que todos respeitam um senso de ética e moral?

Carnaval-cultural-07
RELATO DE EXPERIÊNCIA:
A “Arca de Noé” navegou pelo Carnaval Cultural
No dia 16 de fevereiro de 2015, a Escola Municipal Manoel Afonso em palmeiras/BA fechou com chave de ouro o Carnaval Cultural, com um desfile carnavalesco representando um dos blocos mais tradicional do Carnaval de Palmeiras, o “Capa Preta”, criado pelo Sr. Nascimento. O bloco originalmente era formado somente por negros da classe média de Palmeiras e era o bloco rival do Bloco das Holandesas, formado pela elite branca da cidade (meados de 1928).
O Carnaval Cultural foi idealizado por Hebert Queiroz e patrocinado pelo Banco do Brasil e contou também com a participação da Escola Souto Soares e do Colégio Professora Nilde Maria Monteiro Xavier.
A Escola M. Manoel Afonso além de representar o Bloco “Capa Preta”, prestou uma homenagem ao compositor e poeta Vinícius de Moraes, com sua obra “A Arca de Noé” e levou para as ruas de Palmeiras carros alegóricos representando poesias da referida obra, como “A Arca de Noé”, “Borboletas” e “São Francisco”. O Carro abre alas homenageou o Sr. Nascimento, o criado do bloco.
Professores, funcionários e alunos se divertiram ao som das tradicionais marchinhas de carnaval, tocadas pela Filarmônica Santa Cecília, que contagiou moradores e turistas-foliões.
Salve nosso patrimônio cultural!
Imagens: Carnaval Cultural de Palmeiras 2015
Esperamos que a dica pedagógica – IBS contribua com o seu planejamento.
Compartilhe conosco as sequências didáticas que vocês realizam em sua escola.
Juntos construímos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


oito + = 16