«

»

RECEPÇÃO AOS ALUNOS DA EJA: UM (RE)ENCONTRO COM MAGIA E ENCANTAMENTO

Jucileide-35

No dia 15 de fevereiro de 2017 a Escola José Francisco Nunes em Itapicuru/Irecê/BA recebeu com muito prazer e satisfação os alunos matriculados na EJA- Educação de Jovens e Adultos para o primeiro dia letivo. Houve um (re)encontro para alguns e encontro para outros, o nosso coração pulsou forte de  tanta alegria.

 

Para iniciar o trabalho com a EJA a gestora, Jucileide Pereira desejou as boas vindas a todos, tratando a respeito da importância do estudo e da permanência até o final do ano letivo, visto que a é um segmento de ensino “especial” para reparar e equiparar os danos que foram causados ao longo do tempo aos alunos que não tiveram a oportunidade de estudar na idade certa.

 

Essa Escola Municipal José Francisco Nunes, deseja se voltar inteira de corpo e alma para os alunos jovens e adultos, dessa forma, temos a tarefa primordial de pensar e definir os critérios de escolha do que deve ensinar, bem como  o lugar de ocupação dos conteúdos, considerando a formação humana.

Jucileide-30

 

Durante a recepção dos alunos a gestora salientou a felicidade do (re)encontro de muitos alunos, os quais foram seus alunos há algum tempo, para corroborar o vice diretor, Everaldo Rocha complementou afirmando que é muito bom tê-los na escola não somente como estudantes, contudo como parceiros, uma vez que na maioria são mães e/ou pais que possuem filhos na escola

 

Para que todos se conhecessem, fez-se necessário a apresentação de toda a equipe de professores e demais profissionais que acompanharão a EJA, além disso, a exposição de informes gerais a respeito do processo de estudo.

 

No decorrer, o coordenador pedagógico, Osvaldo Rocha também fez o uso da palavra para esclarecer algumas questões, como: a entrega de kits, o cardápio diferenciado, o calendário letivo, a organização semestral, conteúdos organizados por eixos temáticos e temas geradores.

 

Os temas geradores foram propostos por Paulo Freire pensando no educador e no educando se debruçarem sobre  aspectos da realidade, de maneira a entrelaçar o universo conhecido deles para transformar em novas descobertas.Toda a organização foi pensada para a permanência dos estudantes na escola, como também considerar o sentido do aprender a aprender, o qual está no (re)encontro dos alunos com a satisfação de suas necessidades e expectativas.

 

Sendo assim, será considerado todo o caminho de experienciação de saberes e fazeres construída ao longo dos anos relacionados ao contexto e à cultura, com o objetivo de construir conhecimentos significativos.

Jucileide-34

 

Após este momento mais formal, os alunos foram agraciados com a apresentação de Célio Rodrigues, grande músico, artista nato da sustentabilidade, transforma o lixo em instrumentos musicais, apresentou a  (re)invenção de objetos que produzem sons da natureza. Célio Rodrigues, nosso grande parceiro trouxe muita movimentação, integração com o público, fez demonstração de ações ressaltando que todos podem fazer o que quiserem, mas para isso é preciso querer, aprender a aprender.

 

Para corroborar com a permanência dos alunos da EJA na Escola José Francisco Nunes, Célio Rodrigues apresentou uma contribuição no que diz respeito à necessidade que temos do apoio do outro para continuar uma grande caminhada. Célio cantou e encantou a todos da escola, os olhos dos estudantes brilharam com tamanha felicidade, pois a música em si traz alegria para os espaços.

 

A  exposição realizada através de músicas e ao som dos instrumentos permitiu uma reflexão sobre a necessidade de estudar, uma reflexão sobre as questões educativas  atuais. A recepção foi encerrada com um excelente coffee Braek para iniciar uma nova etapa de muito estudo e empenho de todos.

 

Acreditamos no sucesso da EJA, pois  o AMOR, a ESPERANÇA e a FÉ é uma tríade que está em consonância com os nossos fazeres.

Jucileide-31

 

Jucileide-33

Jucileide-32

Texto: Jucileide Pereira e Osvaldo Rocha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− 1 = oito