«

»

Trágico e Cômico: o eleitor entre o extremismo e o analfabetismo político

tragico_comico_fnac

Quem viu minha Palestra de Política e Cidadania em Lençóis em 2013 ou na etapa de fevereiro deste ano, percebeu que falei muito sobre o voto do ponto de vista do eleitor. Costumo bater bastante nessa tecla porque é um erro acreditar que nós, eleitores, somos coitadinhos explorados pelos políticos.

Como em todos os países democráticos do mundo, a política nada mais é do que um reflexo da sociedade. Se você olha, por exemplo, para o Congresso Nacional e não gosta do que vê, saiba que aqueles senhores que lá estão são legítimos representantes do que somos como nação.

O que estou querendo dizer é: como podemos cobrar seriedade e correção dos políticos se nós também temos os nossos jeitinhos e fazemos escambo com nosso voto? Esses e outros questionamentos eu trago nessa entrevista que concedi à jornalista Joyce Moysés na Livraria FNAC (em São Paulo), um evento produzido pela Primavera Editorial.

Aos que estão chegando agora ao debate político – e não estiveram na palestra de Política e Cidadania –, vão aproveitar bastante essa entrevista, que é parte da divulgação de meu novo livro Trágico e Cômico – os protestos em charges, à venda em todas as livrarias (neste link você encontra mais detalhes sobre o livro).

Segue o vídeo abaixo. Boa reflexão, bom voto!

Imagem de Amostra do You Tube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove + 8 =