«

»

Recordar para viver

Com o objetivo de resgatar as memórias do bairro, e ao mesmo tempo trabalhar o gênero memórias literárias, para as olimpíadas de Portuguesa, as professoras de Nildete e Lucileide convidaram uma das moradoras/fundadoras do Bairro São Francisco, para narrar suas histórias às turmas do 7º e 8º ano as memórias da sua infância, foi um momento marcado ora pelo humor e a irreverência da narradora ora pelo choro às lembranças das dificuldades e sofrimentos vividos ao longo dos seus 63 anos de vida.

 

2 comentários

  1. Nildete Martins

    Está sendo um trabalho gratificante, já que a memória nos possibilita reviver momentos marcantes da nossa vida, ontem vivi uma experiência marcante, dona Belzair com sua histórias de alegria e sofrimento, nos ensinou coisa que talvez não aprenderemos em escola nenhuma, foi uma manha que ficará gravada na minha memória e servirá de matéria prima para daqui há alguns anos eu também possa costurar as tramas das minha memórias.

  2. Jucileide Pereira

    São os fios das histórias do outro que contribuem para tecer a nossa memória!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− cinco = 4