«

»

Participação popular na busca de soluções: Plante você também essa idéia.

Escola de Cid. Francisco Carlos de Pinho
Prof. Márcia Cristina Sabóia de Andrade.

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.” (CF, Art. 225)

 

Desde de 2009, temos desenvolvido o hábito de plantar. Os alunos são incentivados a plantar e arborizar o lugar onde moram. Comumente temos feito distribuição de mudas na comunidade local. A população tem apoiado bastante e se integrado a esse projeto também.

E a tarefa de férias dos nossos pequenos agentes ambientalistas foi plantar estas mudas no solo e cuidar delas. Outros levaram pra casa sementes de plantas nativas para semear. Tudo isso é acompanhado através de relatório da vida da planta.

Plantando conscientização no presente, colheremos um futuro diferente.

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Antonio Carlos

    Gente ,é muito bom ver iniciativas com essa,as crianças são o futuro do amanhã.

    Certamente estas crianças serão adultos mais conscientes do que a nossa geração.

    Parabéns,a todos que fazem esse trabalho maravilhoso.

    1. Marcia Andrade

      Olá Antonio,muito obrigada,Também acredito nas crianças sendo o futuro,porisso amo trabalhar com elas.

  2. Edmar Araújo

    Parabéns pelo trabalho bellíssimo.Sou estudante de pedagogia,e mim alegro de ver trabalhos como estes.Muitas vezes nos desmotivamos com a educação,mas acredito que o caminho é esse mesmo.

    cursando pedagogia da UECE.

    1. Marcia Andrade

      OLÁ QUERIDO,FICO MUITO FELIZ DE SABER QUE NOSSO TRABALHO SERVI DE REFERENCIA PARA SUA MOTIVAÇÃO.

      OBRIGADA.

  3. Maria do Carmo Lucena

    A ESCOLA FRANCISCO CARLOS DE PINHO ESTÁ DE PARABÉNS, POIS INICIATIVAS COMO ESTA É SINÔNIMO DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL QUE SÓ É ADQUIRIDO ATRAVÉS DE MUITO EMPENHO DO PROFESSOR E ALUNO. PROFESSORA KAKÁ SESC Ler Crateús.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


× 2 = oito